Protocolo RSI

Equipa técnica:

4 Técnicos Superiores (1 Assistente Social; 1 Educador Social e 2 Psicólogos)
4 Ajudantes de Acção Directa, a tempo inteiro.

Teve inicio no passado dia 1 de Agosto de 2011, o 4º Protocolo de RSI estabelecido entre o Centro Distrital da Segurança Social do Porto e a ADILO, para o acompanhamento de 300 agregados familiares beneficiários da medida de RSI.

O Protocolo estabelecido, pressupõe o acompanhamento de 260 agregados familiares residentes na freguesia de Lordelo do Ouro e 40 agregados familiares residentes na freguesia de Aldoar.

Desde 2005 que a ADILO tem vindo a merecer a confiança crescente por parte do Centro Distrital da Segurança Social, o que se tem manifestado no crescente número de agregados que nos é confiado para acompanharmos.

Esta confiança que o Centro Distrital da Segurança Social nos merece é fruto de uma colaboração estreita e de uma disponibilidade constante na melhoria da qualidade das respostas sociais que providenciamos às populações com quem intervimos.

A confiança em nós depositada, mais do que nos orgulhar exige de nós um constante compromisso de providenciarmos um serviço que promova uma mudança positiva no nosso campo de intervenção, sendo esse o objectivo que move todos os elementos da equipa do Protocolo RSI da ADILO a cada momento.

Pretende-se, através de metodologias de participação activa e de empowerment, contribuir a dignificação das condições de vida da população abrangida, para a prevenção de situações de risco e exclusão social e para a progressiva inserção profissional, social e comunitária dos beneficiários abrangidos.

As principais acções desenvolvidas passam pelo atendimento/acompanhamento social a toda a população, incluindo o apoio na definição dos Programas de Inserção, o acompanhamento e avaliação dos mesmos; pela promoção de acções de informação/formação com grupos, no âmbito da educação parental e gestão de economia doméstica; e pelo acompanhamento psicológico individualizado a beneficiários com comportamentos associados ao consumo abusivo de substâncias psicoactivas.